CIBERESFERA

Weblog written in portuguese and sometimes in english.
| audiences | digital inclusion and active ageing | social networks, participation and social media | media and digital literacy
| audiências | inclusão digital e envelhecimento ativo | redes sociais, participação e media sociais | literacia mediática e digital

i, uma aposta no online?

O primeiro número do “i” já está nas bancas.

i - 7 de Maio de 2009

i[Sobre a capa: Paulo Querido acaba de escrever no Twiter que acha que a capa do i é muito parecida com a do Público. Estou de acordo.]

O site precisa de alguns ajustes mas utiliza algumas ferramentas interessantes e tem áreas a descobrir, como a iTV. O i tem ainda blogs, uma secção intitulada iRepórter que promove o tão apregoado “cidadão jornalista” (embora falte aqui, para já, edição e a referência da autoria. Não consegui identificar em todos os textos) e também está no Twitter em @itwitting, no Flickr, YouTube e Facebook.

Existe a preocupação de integrar quase sempre fotografias e uma novidade: ainda não vi nenhuma peça não assinada, facto pouco comum no Ciberjornalismo em Portugal. Há tags para catalogar os textos e uma nuvem no index. Todos os artigos têm as tradicionais opções de enviar e comentar, assim como as cada vez mais frequentes possibilidades de partilhar (aqui ainda faltam algumas. Eu sugiro o Digg e o Delicious – que o Alexandre Gamela também já tinha citado, o Paulo Querido referiu e bem o DoMelhor) e votar. No final dos textos novamente as mesmas ferramentas, a caixa de comentários e um link para o iRepórter a partir do mote «Tem mais informações sobre esta notícia? Conte a sua história. Seja um iRepórter. Partilhe a sua experiência». Numa coluna do lado direito existem links para notícias relacionadas.

O conteúdo está organizado nas secções “Portugal”, “Mundo”, “Desporto”, “Dinheiro”, “Boa Vida”. Existem ainda as áreas Radar e Zoom. A primeira lista as notícias das últimas 24 horas, a segunda é uma secção identificada com “relevância e profundidade”.

Há também o tradicional registo das notícias mais lidas e mais comentadas, acrescentando a menos comum funcionalidade “mais enviados”.

O acesso à secção de Opinião é feito através do index, na coluna do lado esquerdo. Os outros meios de comunicação do Grupo estão também referenciados com hiperligações, numa página própria.

Interessante é o slideshow que surge no topo com as manchetes e ainda uma caixa (na coluna direita) intitulada “Jogos ao Vivo”. Ficamos é sem saber, por enquanto e até ao início dos jogos da UEFA desta noite, se terá apenas o resultado ou informação “minuto a minuto”.

A aposta na interacção parece clara e está bem vísivel no site:

«Iniciámos um novo caminho na internet.
Interactividade, comunidade, redes sociais e jornalismo do cidadão são palavras que todos conhecemos.

O ionline é o diário que o vai manter informado ao longo do dia, ligando-o ao melhor do mundo global – das grandes questões que nos preocupam (a si e a nós), aos acontecimentos e tendências que nos divertem.

O ionline será feito também por si: como iRepórter, como crítico de cinema, de restaurantes, de livros ou de música.

No ionline partilhará a sua opinião com milhares de outras pessoas para chegar a novas audiências.

Estamos a trabalhar para que, muito depressa, descubra outras novidades.
Mas porque não sabemos tudo, queremos ouvi-lo a si.
»

Ainda não li a versão em papel (shame on me). Vi apenas a entrevista a Obama como um exclusivo e uma novidade, o que não é de todo verdade (a novidade, já que o exclusivo pela compra será). E no site não está a indicação da autoria da entrevista. Sobre a versão impressa, vale a pena ler Luís Santos.

Do online retenho, para já, uma boa impressão. O design da interacção e design de conteúdos parecem eficazes, num layout clean. Não há ruído nem conteúdos em excesso na primeira página. Há preocupações ao nível da acessibilidade e usabilidade.

Ainda assim, importa que sejam corrigidas algumas falhas. Do que já vi, parece-me que falta:
– produzir notícias hipertextuais e hipermedia;
– conciliar a escrita com a vertente visual na apresentação das peças. O editorial tem esse cuidado, mas nem todos os artigos o conseguem;
– não ter medo dos links externos;
– melhorar a interacção nas redes sociais, sendo já um ponto positivo o reconhecimento da necessidade de utilizar os social media;
– a integração de ferramentas como o Digg, Delicious, DoMelhor, StumbleUpon na ferramenta “Partilhar”;
– disponibilizar rapidamente feeds RSS e das várias secções, para além dos já indicados no site: Última Hora, Portugal e Desporto;
– integrar infografia;
– editar a secção iRepórter e clarificar a autoria desses artigos;
– retirar “contenidos” dos url’s. Verifiquei que em algumas secções já figura “content” e esta manhã, via Twitter, foi dada a explicação de que a empresa que produziu o site e gere o CMS é argentina. Ok, mas isso não é desculpa. Seja como for, parece-me muito interessante a interacção inicial logo no primeiro dia;
– retirar do mapa do site conteúdos e serviços que ainda não estão acessíveis como iMóvel e Podcasts;
– manter a consistência: no mapa do site há a possibilidade de aceder ao serviço “Alertas” via email que não está disponível no index. Há ainda a hipótese de subscrever notícias sobre “Ciência e Tecnologia”, secção que não está visível (ainda?);
– oferecer formas simples de lidar com os erros e ter uma página própria de erro;
– apresentar contactos e permitir feedback para além dos comentários;
– criar espaço(s) próprio(s) no site para a promoção de uma comunidade. Mesmo que baseada nas redes sociais, se o propósito é promover uma comunidade então é necessário um espaço;
– introduzir ferramentas de personalização.

As expectactivas eram elevadas e as reacções ao novo jornal não estão a ser as melhores. Haverá um longo caminho para o i, tanto no que diz respeito à conquista do seu público como na procura de uma identidade. Há lugar para mais um jornal diário em Portugal? O i vai transformar-se numa sequela do Independente? O projecto editorial é sólido? Muitas perguntas para tão pouco tempo. Aguardemos. Ainda só saiu o primeiro número, pelo que venham os próximos.


12 Comments so far
Leave a comment

“i, uma aposta no online?”, publiquei agora um post no blog sobre o site do i http://blog.ciberesfera.com/?p=274

A LER: RT: @ciberesfera: “i, uma aposta no online?”, publiquei agora um post no blog sobre o site do i http://blog.ciberesfera.com/?p=274

[blog] i, uma aposta no online?: O primeiro número do “i” já está nas bancas.

[Sobre a capa: .. http://tinyurl.com/cpv7tn

[blog] i, uma aposta no online?: O primeiro número do “i” já está nas bancas.

[Sobre a capa: .. http://tinyurl.com/cpv7tn

“i, uma aposta no online?”, publiquei agora um post no blog sobre o site do i http://blog.ciberesfera.com/?p=274

A LER: RT: @ciberesfera: “i, uma aposta no online?”, publiquei agora um post no blog sobre o site do i http://blog.ciberesfera.com/?p=274

[blog] i, uma aposta no online?: O primeiro número do “i” já está nas bancas.

[Sobre a capa: .. http://tinyurl.com/cpv7tn

[blog] i, uma aposta no online?: O primeiro número do “i” já está nas bancas.

[Sobre a capa: .. http://tinyurl.com/cpv7tn

Eu adorei o jornal, sobretudo o website que parece-me estar concebido para o futuro!

Inovador, dentro do panorama português.

[…] e dos seus pares, e o futuro não está nos que vendem mais mas nos que vendem melhor. Sigam os conselhos que outros partilharam – e não me estou a dirigir aos jornalistas ou aos editores de cada secção, mas aos […]

TrackBack URI

Leave a comment

(required)

(required)




 template credits: scribblescratch.com